Treinar nos 3 planos de movimento

Que tal hoje falarmos de planos de movimento? Será que quando estamos a fazer um determinado exercício sabemos em que plano ou planos estamos a atuar?

Os planos de movimento estão presentes no nosso quotidiano e nas nossas rotinas de treino. Eles são linhas imaginárias que passam pelo corpo humano com o objetivo de facilitar a análise do movimento de um segmento em relação ao outro (Seeley, 2003). Conseguimos aferir os planos quando estamos na posição anatómica de referência (PAR). A PAR é uma posição ereta vertical com os pés separados ligeiramente e os braços pendendo relaxados ao longo do corpo, com as palmas das mãos voltadas para a frente (Hall, 2016). Os planos em que podemos treinar são: sagital, frontal e transverso.

No plano sagital ocorrem movimentos para a frente e para trás do corpo e dos membros; plano frontal ocorrem os movimentos laterais do corpo e dos segmentos corporais; plano transverso ocorrem os movimentos horizontais do corpo e dos segmentos corporais quando o corpo se encontra na posição ereta;

Após isto, conseguimos verificar movimentos conhecidos tanto nos treinos que realizamos quanto nos movimentos que fazemos no nosso dia-a-dia.

E porque não realizar movimentos nos 3 planos? Sim é possível, pois os movimentos tridimensionais consistem na utilização dos três planos de movimento. O nosso movimento é tridimensional, pois executamos diariamente movimentos funcionais, ou seja, realizamos rotações, flexões-extensões, abduções-aduções. Seja em uma modalidade desportiva ou em atividade diária como pegar uma chave no chão, tomar banho, empurrar carrinho das compras, entre outras.

Em suma, movimentos em planos diversos (sagital, frontal e transverso) são uma componente essencial de qualquer tipo de treino, seja qual for o seu objetivo. Portanto, se deseja maximizar o seu desempenho desportivo ou simplesmente melhorar as suas tarefas do quotidiano, lembre-se de incluir no seu treino movimentos nos diversos planos de movimento.

Seeley, R. (2003). Anatomia & Fisiologia. 6ª edição, Lusociência

Hall, S. (2016). Biomecânica Básica. 7ª edição, Guanabara Koogan.

ÚLTIMOS ARTIGOS