Importância do Exercício Físico no Envelhecimento

Atualmente vivemos numa sociedade cada vez mais envelhecida.

A prática de exercício físico de forma regular é essencial para reduzir, prevenir e tratar declínios funcionais associados ao envelhecimento.

Por outras palavras, com o envelhecimento surge a diminuição da capacidade funcional, que está ligada a fatores como aspetos genéticos, estilo de vida e estado psicoemocional. É através do exercício físico que podemos reduzir a diminuição da capacidade funcional.

O exercício físico, de uma forma geral, contribui de uma forma favorável e significativa, segundo diversos artigos de investigação, para um envelhecimento mais saudável e seguro.

Como pergunta-se?

Com a Orientação correta e Prescrição de Exercícios apropriada por parte dos profissionais de Educação Física, por isso é nesse contexto que a SC Fitness surge nesta fase de isolamento social.

Para os idosos o declínio dos níveis de atividade física contribui de forma significativa para uma diminuição de aptidão funcional e motora e consequentemente para uma maior manifestação de diversas doenças relacionadas a esse processo.

Está cientificamente provado que a prática adequada e devidamente orientada e prescrita de atividade física contribui de forma positiva face a doenças comuns na nossa sociedade, tais como artrite, artrose, osteoporose, diabetes, doenças Cardiovasculares, hipertensão arterial, depressão, entre outras. Além disso, pode ajudar a evitar quedas, visto que a prática de exercício físico adequado fortalece o Sistema Muscular.

Praticar exercício físico regularmente tende a diminuir os seus triglicerídeos, pressão arterial, aumentar o colesterol HDL, a sensibilidade das células à insulina.

Mas e se eu não tiver doenças?

Não se preocupe e não duvide que o exercício físico regular o vai ajudar, porque ele pode ainda ajudar a reduzir massa gorda corporal, aumentar massa muscular, diminuir a perda mineral óssea, entre outros fatores.

Podemos concluir que o exercício físico pode ter efeitos bastante positivos na condição física do praticante, durante o seu envelhecimento, ajudando a prevenir doenças ou atenuando os riscos associados às mesmas, mas também atuando na vida social dos seus praticantes motivando-os e tornando-os ativos.

Nesta fase de isolamento social em que deve ficar em casa é fundamental manter-se ativo, física e psicologicamente ocupado, dando estímulos diferentes ao seu corpo para que o dia seja passado mais tranquilamente e sem notar o envelhecimento.

Nuno Bacellar

ÚLTIMOS ARTIGOS