Como voltar à rotina da atividade física em contexto de ginásio?

Depois de passarmos tanto tempo em quarentena, o que para muitos levou a que o nível de atividade física diminuísse, o retorno à mesma em contexto de ginásios terá de ser realizado de uma forma consciente e equilibrada. Antes, vamos esclarecer o conceito: atividade física. Segundo a ACSM, atividade física é definida como qualquer movimento corporal produzido pela contração dos músculos que resulta em um aumento substancial nas necessidades calóricas sobre o gasto de energia em repouso.

Todos nós, por muito isolados que estivéssemos, a atividade física esteve sempre presente no nosso quotidiano, pois simples gestos (levantar do sofá, caminhar até à cozinha, etc.), são contabilizados como movimentos de gasto calórico.

As recomendações da ACSM para jovens adultos são as seguintes:

  • praticar atividade física de intensidade moderada no minino 5 vezes por semana com duração de 30min;
  • É recomendado realizar combinações de exercícios de intensidade moderada e vigorosa;
  • Atividade aeróbia de intensidade moderada com um acumulado total mínimo 30 minutos;
  • Todo adulto deve realizar atividades que mantenham ou aumentem a força e a resistência muscular no mínimo 2 vezes por semana;
  • Devido à relação ação-resposta entre atividade física e saúde, os indivíduos que melhoraram sua aptidão física, reduzem seu risco de doenças e incapacidades crónicas e/ou impedem o ganho de peso;

Posto isto, agora que todos vamos voltar ao ginásio, que devemos fazer?

Essa é a questão que muitos cidadãos colocam a si próprios. A nossa primeira recomendação é que siga as instruções dos nossos profissionais, pois eles estarão preparados para ajudar. Se durante a quarentena a sua atividade física foi limitada ou reduzida, não entre em grandes esforços nos primeiros treinos, seja consciente e respeite o seu corpo. Deverá recomeçar com exercício aeróbio (passadeira, bicicleta, etc.) moderado e ter sempre em atenção a sua frequência cardíaca. Em relação ao treino de resistência muscular, recomece com aparelhos (máquinas) onde a sua postura não será comprometida e com cargas reduzidas. Se por outro lado durante a quarentena manteve uma atividade física moderada a vigorosa (realizou aulas online, treino em casa com regularidade, foi acompanhado(a) por um Personal Trainer, etc.), poderá retomar os seus treinos normalmente, tendo em conta que no treino aeróbio, possivelmente, não conseguirá manter a mesma velocidade ou tempos que fazia antes da paragem e no que diz respeito ao treino muscular, ter atenção às cargas atuais.

Para que a ajuda seja o mais personalizada possível, procure a nossa equipa de Profissionais que lhe darão uma solução mais personalizada, pois cada caso será um caso.

Qualquer dúvida ou conselho adicional, não hesite em nos procurar, nós estamos cá para ajudar!

Referências:

ACSM. (2016). Guidelines for Exercise Testing and Prescription 10th. Em: Inic iais, Último nome dos editores (eds.), American College of Sports Medicine, Wolters Kluwer.

ÚLTIMOS ARTIGOS