Benefícios do exercício físico e a Depressão

Sinónimo de depressão (psicologia): estado mental caracterizado pela persistência de sintomas como apatia, desânimo, melancolia, cansaço e ansiedade.

A depressão é uma das doenças mais incapacitantes do ser humano, afetando cerca de 340 milhões de pessoas em todo o mundo, de acordo com os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Portugal é o quinto país da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) com mais pessoas com problemas de saúde mental. É o que aponta o relatório “Health at a Glance: Europe 2018 – State of health in the EU cycle”. No documento, é referido que 18,4% da população portuguesa, ou seja, quase um quinto dos portugueses, sofre de doença mentais, incluindo ansiedade, depressão ou problemas com o consumo de álcool e drogas.

Uma pessoa deprimida tem falta de vitalidade, que poderá estar acompanhada de sentimentos de tristeza, falta de confiança em si própria, sentimentos de culpa generalizados, pessimismo e descrença.

O exercício físico é uma forma, não medicamentosa, para prevenir e combater a depressão. O Exercício físico regular e moderado tem efeitos benéficos na saúde em geral e, ao nível psicológico, pode reduzir a ansiedade, melhorar a autoestima e autoconfiança, diminuir o stress, descontrair o corpo e ativar o sistema imunitário.

O segredo está em optar por numa atividade / modalidade que a pessoa realmente goste e retire o maior prazer durante a prática. Só assim se pode extrair benefícios psicológicos, fisiológicos e bioquímicos.

REFERÊNCIAS

1. https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/depress%C3%A3o

2. https://www.dgs.pt/ficheiros-de-upload-2013/dms2017-depressao-e-outras-perturbacoes-mentais-comuns-pdf.aspx

3. Raposo F., Marques R., Populações Especiais avaliação e prescrição de exercício.

ÚLTIMOS ARTIGOS