A importância da atividade física ou desportiva para a saúde do corpo e da mente

Os benefícios da atividade física ou desportiva na saúde estão confirmados por vários estudos epidemiológicos. (produz dados, informação e conhecimento acerca da frequência, distribuição e fatores que determinam a saúde e a doença, e as suas consequências, na população portuguesa.)

Comprova-se que a prática regular de uma atividade física moderada reduz em 30% o risco de morte prematura.

Em referência ao título qual é a diferença entre atividade física e desporto?

Desde que haja gasto de energia (OMS) é considerado atividade física. Os músculos esqueléticos são os responsáveis por esse gasto energético. Por outras palavras mexer-se, subir escadas, arrumar a casa, andar, entre outras são consideradas atividades físicas.

Quando falamos em atividade desportiva seja competição, seja jogo sujeito a regras e que exige treino para se aperfeiçoar a respetiva prática. Existe um regulamento.

Os benefícios de uma prática regular e adaptada de uma atividade física

Praticar regularmente uma atividade física ou desportiva adaptada reduz o risco de mortalidade prematura. Esta atividade deve ser associada a uma alimentação equilibrada e adaptada às suas necessidades de forma a melhorar a sua qualidade de vida.

Se formos a por a parte genética de parte que é a informação passada a nós pelos nossos pais, a pratica do exercício físico ajuda a reduzir a probabilidade de algumas doenças mais comuns, como obesidade, certos tipos de cancro (cancro da mama), diabetes e doenças cardiovasculares ou seja, quanto menos sedentários formos mais probabilidade de termos uma vida longa e com qualidade.

De encontro ao que estamos a vivenciar nos dias de hoje o Stress e a ansiedade pode ser aliviado após 30 m de atividade física de intensidade moderada ou elevada, isto porque o corpo segrega uma substância, a endorfina, que tem um efeito ansiolítico que diminui consideravelmente o stress ou a ansiedade, ou seja, a atividade física ajuda a promover essas alterações bioquímicas no organismo.

Desde modo podemos dizer que a fazer terapia através da prática de uma atividade ou de um desporto pode fazer e faz parte integrante do tratamento global de algumas doenças. A atividade física completa de maneira eficaz o tratamento medicamentoso e permite diminuir as doses. Adaptada aos doentes em função da sua doença e do grau atingido, a prática de uma atividade física contribui amplamente para um melhor bem-estar geral, reduz a evolução da doença e limita as consequências funcionais (qualidade de vida e de movimento corporal).

Podem distinguir-se 3 tipos de exercícios físicos de acordo com o efeito global que têm no corpo humano: Os exercícios de aeróbica são aqueles que requerem e melhoram o consumo de oxigénio pelo organismo. Aeróbica significa “com oxigénio” e faz referência ao oxigénio no organismo durante o processo de produção de energia. Existem exercícios que são de tipo aeróbico como o ciclismo, a caminhada, a corrida ou o ténis.
Os exercícios anaeróbicos: aumentam a força muscular a curto prazo. A musculação.
Os exercícios de flexibilidade e mobilidade: melhoram a mobilidade dos músculos e das articulações: os alongamentos, o stretching, pilates, body balance.

A prática de uma atividade física ou desportiva quando se sofre de uma patologia

É importante praticar uma atividade física adaptada à doença e às capacidades de cada um. A atividade física deve ser praticada com regularidade, e progressivamente sem ultrapassar os limites. É necessário um relatório médico para orientar a escolha da atividade física e das suas modalidades: o tipo de atividade, o tempo, a intensidade, a frequência. Uma atividade física inadaptada ou demasiado intensa pode ter efeitos negativos nomeadamente nas pessoas com problemas cardiovasculares, diabetes ou cancro. Para a prática de uma atividade física deve inscrever-se em programas de readaptação monitorizados, como por exemplo num ginásio onde tem profissionais especializados em patologias e treino adaptado as mesmas que lhe vão aconselhar e prescrever um treino direcionado a sua patologia caso tenha e com a possibilidade de acompanhamento diário e personalizado (Personal Trainer), que ajudará a alcançar os seus objetivos rapidamente com segurança, qualidade e profissionalismo.

https://www.acsm.org/

ÚLTIMOS ARTIGOS